Fique por Dentro

Tecnologia inovadora e versátil para geração de energia fotovoltaica

12 de novembro de 2015

Foi inaugurada nesta terça-feira (10/11/15), em Belo Horizonte, a fábrica da Sunew, empresa mineira criada para produzir e comercializar a mais moderna tecnologia no mundo para a produção de energia solar fotovoltaica. Representando a Comissão de Minas e Energia da Assembleia Legislativa (ALMG), o deputado Gil Pereira (PP), que preside a Comissão, participou do evento realizado no Centro Brasileiro de Inovação e Tecnologia (CSEM Brasil), sócio-fundador do empreendimento.

A técnica inovadora e versátil se baseia na produção de energia a partir de filmes fotovoltaicos orgânicos impressos, feitos de plástico, leves, transparentes e flexíveis. Além da geração de energia limpa e renovável, essas características podem provocar grande impacto quanto às possibilidades de aplicação do produto, que permite ser instalado e, consequentemente, gerar energia elétrica em fachadas de edificações, mobiliário urbano, automóveis e até mesmo em dispositivos eletrônicos, como celulares. Os painéis convencionais, constituídos de silício, são grandes, rígidos, pesados e exigem muito mais energia para serem produzidos.

Momento decisivo

“A Sunew trabalhará com tecnologia de inovação mundial. Em uma década, essa forma de produção de energia estará em todo lugar”, disse o deputado Gil Pereira. Ressaltou também o fato de uma empresa mineira estar à frente desse processo de vanguarda: “Minas sai na frente, mostra que quer avançar e tem pessoas com talento e visão inovadora para isso”. O parlamentar considera o momento decisivo: “Com a realização da 21ª Conferência do Clima (COP 21), em Paris, a tendência internacional será de crescimento dos incentivos e do financiamento para substituir combustíveis fósseis e seus gases de efeito estufa, por energias limpas e renováveis.”

O CEO do CSEM Brasil e presidente do Conselho da Sunew, Tiago Alves, explicou que o objetivo da empresa é associar a geração de energia ao cotidiano das pessoas, por meio da praticidade da nova aplicação desenvolvida. “Como um dos pioneiros do mundo, ocupamos posição de destaque a partir de Minas Gerais”, afirmou. Para Alves, no longo prazo, a energia solar será certamente prioridade, por ser gerada a partir da mais abundante fonte, além de as empresas que investem nesse tipo de energia já apresentarem significativo crescimento.

“São filmes orgânicos feitos com materiais plásticos não tóxicos, num processo produtivo inovador e único no mundo. Isso não somente vai permitir que Minas e o Brasil liderem a próxima geração de painéis, mas também possibilitar o avanço da eletrotônica orgânica no Estado”, detalhou Tiago Alves. O CSEM Brasil é o responsável pelo desenvolvimento da tecnologia necessária à produção das chamadas placas OPV (sigla em inglês para painéis fotovoltaicos orgânicos). O método, 100% brasileiro, surge como a mais nova solução para a geração de energia solar.
Com o apoio do Governo de Minas, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e de fundos privados, já foram investidos quase R$ 100 milhões na Sunew, que conta com capacidade de produção superior a 300 mil m2 anuais, o equivalente a dezenas de megawatts de energia. Apenas no Japão e na Alemanha existem em andamento projetos que utilizam a mesma tecnologia na produção de energia solar.

_WIL9628

CEO CMU e acionista da Sunew, Walter Froes; CEO do CSEM Brasil e presidente do Conselho da Sunew, Tiago Alves; secretário de Estado da Sede, Altamir de Araújo Rôso; presidente do CSEM Brasil, sócio FIR e membro do Conselho da SUNEW, Guilherme Emrich; sócio CMU e acionista da Sunew, Gilson Machado; CEO FIR Capital e membro do Conselho da Sunew, David Travesso; dep. Gil Pereira; CEO da Sunew, Marcos Maciel

Conhecer a Sunew, a mais moderna linha de fotovoltaicos orgânicos do mundo com utilização de eletrônica impressa.

Filmes orgânicos feitos com materiais plásticos não tóxicos, num processo produtivo inovador e único no mundo