Fique por Dentro

Potencial: irradiação solar média no Brasil é o dobro da verificada na Alemanha

14 de agosto de 2015

Potencial: irradiação solar média no Brasil é o dobro da verificada na Alemanha

O presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, destacou as projeções de consumo de eletricidade no mundo para 2035, comparadas com 2013: o planeta consumia 20.915 terawatts/hora (TWh) e a projeção para 2035 é de 28.256 TWh, com ênfase nos países em desenvolvimento. “O mundo, principalmente países como o Brasil, terão que investir pesadamente em eficiência energética, integração dos sistemas e geração renovável (especialmente energias solar e eólica). A irradiação média no Brasil fica entre 4 e 6 KWh/m²/dia, o que é o dobro da registrada na Alemanha, país com grande uso de energia fotovoltaica (irradiação de 2 a 3 KWh/m²/dia)”, detalhou ele.

“O Brasil ainda utiliza pouco a energia fotovoltaica”, afirmou o diretor-executivo da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSolar), Rodrigo Lopes Sauaia. “Contamos com apenas 670 conexões dessa fonte. Mas a associação (100 integrantes) está otimista em relação ao crescimento do setor. No âmbito socioeconômico, a energia solar promove a geração de empregos de qualidade, a criação de nova cadeia produtiva e o aquecimento da economia. No aspecto ambiental, gera-se energia limpa, sem emissão de gases poluentes, líquidos, sólidos ou mesmo ruídos. Quanto às vantagens estratégicas, há por exemplo, a diversificação da matriz energética”, disse Sauaia.

A ABSolar apresenta reivindicações para alavancar o setor: isenção de impostos federais e estaduais sobre a cadeia produtiva; programas de incentivo à micro e à minigeração (adoção de meta estadual de telhados fotovoltaicos até 2020); realização de leilão estadual de energia solar (nos moldes dos federais); criação de linhas de financiamento para pessoa física e jurídica; e instalação de sistemas fotovoltaicos em prédios públicos.

Norte do Estado detém o quarto melhor ponto de energia solar do País

Norte do Estado detém o quarto melhor ponto de energia solar do País