Fique por Dentro

Planta solar de Pirapora torna-se a maior da América Latina

5 de junho de 2017

A partir de agosto de 2017, o empreendimento para geração de energia fotovoltaica em Pirapora entrará em funcionamento, conforme os contratos referentes aos 2 leilões de energia de reserva realizados em 2015. No primeiro semestre de 2018, entrará em operação a capacidade instalada total de 411 MWp, de acordo com solicitação dos empreendedores atendida pelo Ministério de Minas e Energia (MME). O investimento total será de R$ 1,5 bilhão”.

A boa notícia foi divulgada pelo deputado Gil Pereira, após reunir-se nesta quinta-feira (1º/06/17), no Rio de Janeiro (RJ), com o diretor-Geral da EDF – Energies Nouvelles/Brasil, Paulo Abranches, e o diretor de Desenvolvimento e Novos Negócios, Jean De Ginestous.

Por meio de interlocução direta junto ao ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, ajudamos no trabalho de viabilizar, conforme solicitação dos investidores, a transferência dos 3 projetos de Vazante para Pirapora, no Norte de Minas”, explica o deputado Gil Pereira.

Trata-se da primeira planta de geração solar do Brasil implantada com 100% de painéis fotovoltaicos de fabricação nacional, fornecidos pela unidade industrial da Canadian Solar, em Sorocaba (SP).

A implantação está sendo executada por consórcio empresarial grego, que conta com os melhores engenheiros e técnicos do mundo, incluindo países como França, Espanha e Portugal. Outro diferencial da planta solar de Pirapora: é o primeiro projeto a receber financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Autorização

As alterações de características técnicas, solicitadas pelo consórcio multinacional francês, foram autorizadas conforme despacho expedido no dia 30/05/17: Departamento de Planejamento Energético (DPE) | Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético (SPE) do Ministério de Minas e Energia. A autorização é do próprio secretário-adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Energético, Moacir Carlos Bertol. Confira imagem em anexo.

Como resultado de aquisição realizada em 2016, o grupo empresarial francês EDF – Energies Nouvelles detém 80% da Usina Solar de Pirapora, incluindo os 3 projetos transferidos de Vazante, todos em fase de implantação através de consórcio com a Canadian Solar, que manteve 20% de controle do empreendimento.

Cronograma

Após a transferência dos projetos Vazante 1, 2 e 3, solicitada pelo consórcio EDF – Energies Nouvelles/Canadian, o cronograma de implantação da Usina Solar de Pirapora segue seu curso. Em agosto e setembro de 2017 entram em operação as etapas previstas nos leilões de energia de reserva realizados, respectivamente, em agosto e novembro de 2015.

No primeiro semestre de 2018 atingirá a capacidade instalada total de 411 MWp, conectada à subestação de Pirapora, sob responsabilidade do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que coordena e controla a operação da geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional.