Fique por Dentro

PCHs e CGHs desempenham importante papel na capacidade de geração elétrica

15 de dezembro de 2016

PCHs e CGHs desempenham importante papel na capacidade de geração elétrica

O Brasil gera energia hidrelétrica a partir de mais de 1.200 centrais geradoras (CGHs), pequenas centrais (PCHs) e usinas de grande porte (UHEs) em operação. Juntas, elas representam cerca de 65% da capacidade de geração brasileira.

As CGHs e as PCHs são pequenos empreendimentos destinados a autoprodução ou produção independente de energia elétrica. Estão distribuídas em todo o território nacional, geram empregos locais e não necessitam de grandes linhas de transmissão. Além disso, esses empreendimentos contam com tecnologia totalmente nacional, o que permite fomentar a indústria brasileira.

As UHEs são fundamentais para a operação e para a segurança energética do setor elétrico brasileiro. Além de possibilitarem o armazenamento de energia nos reservatórios (diminuindo a necessidade de uso de usinas térmicas em períodos de hidrologia desfavorável), permitem que a entrada de fontes renováveis intermitentes – tais como eólicas e fotovoltaicas – no sistema elétrico seja feita de forma segura e confiável.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disponibiliza dados sobre a expansão do parque gerador hidrelétrico. Confira:

– Banco de Informações de Geração (BIG) – http://bit.ly/1UaHC6w
– Relatório de Acompanhamento de Estudos e Projetos de Usinas Hidrelétricas – http://bit.ly/2gxWXQa
– Boletim de Informações Gerenciais –  http://www.aneel.gov.br/informacoes-gerenciais