Fique por Dentro

Oportunidade com o acordo

12 de julho de 2019

Oportunidade com o acordo Esse “barateamento” das tecnologias vai favorecer principalmente as fontes renováveis de geração de energia, cuja participação na matriz energética brasileira é crescente. Hoje, painéis solares e componentes de torres eólicas e geradores a partir de biomassa e biogás são importados, principalmente da China. O acordo dá acesso aos investidores do setor a produtos de países europeus que devem chegar ao Brasil com custos mais competitivos. A previsão do Ministério das Minas e Energia é de que a capacidade instalada de geração de energia elétrica, hoje de cerca de 166 gigawatts (GW) chegue a 209 GW em 2027, com crescimento de 35%. Nas contas do ministério, apresentadas no 2º Debate Público Energia de Fontes Renováveis – a construção do desenvolvimento sustentável, realizado na Comissão das Energias Renováveis e dos Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, presidida pelo deputado Gil Pereira, as energias solar, eólica e de biomassa vão ter maior participação na matriz energética brasileira. Confira o artigo completo clicando AQUI: