Fique por Dentro

JAÍBA / ENERGIA SOLAR: Investimento de R$ 6 bilhões é mantido mesmo com pandemia

9 de maio de 2020

O município de Jaíba, no Norte de Minas, receberá um parque solar (geração centralizada), a ser implantado pela empresa Aurora, orçado em 6 bilhões de reais. Com entrada em operação prevista para julho de 2022, o projeto compreende a construção de 17 unidades fotovoltaicas, totalizando 680 MW, gerando 840 MW pico, em sua primeira etapa. Ao todo, são 5,5 mil hectares de área disponível. Segundo a empresa, apenas na primeira fase, é estimada a geração de 500 empregos diretos e pelo menos 1.000 indiretos. Arinos (Noroeste de Minas) receberá aporte de 3 bilhões de reais.

“O Estado colhe, agora, os resultados da minha luta em favor do desenvolvimento da energia solar, iniciada em 2011, especialmente o Norte de Minas. A legislação mineira de incentivo ao setor, implantada desde 2013, foi elaborada e aprovada através da minha atuação direta na Assembleia”, ressaltou o deputado Gil Pereira, que preside a Comissão das Energias Renováveis e dos Recursos Hídricos.

Destaca-se, ainda, o seu trabalho parlamentar de cobrança constante, junto à EPE, Aneel e ao Ministério de Minas e Energia, para realização de leilões federais de energia solar (grandes projetos) e de linhas de transmissão e subestações, que atraíram e viabilizaram a implantação de usinas de diferentes portes. “O objetivo é atender à demanda crescente por escoamento de energia na região, que sedia a maior parte das 80 plantas energizadas no Estado, fora as outras centenas já previstas”, explicou Gil Pereira.

Cemig

A usina da empresa Aurora a ser instalada em Jaíba (geração centralizada) vem trazer significativo alento para o Estado, neste momento de desinvestimento e retração econômica, em decorrência da pandemia de Covid-19.

A boa notícia foi divulgada pelo deputado Gil Pereira nesta quarta-feira (06/05/20), em sessão do Plenário da ALMG, da qual participou o presidente da Cemig, Reynaldo Passazeni.

“Quanto às 80 novas subestações programadas pela Cemig, 20 delas no Norte de Minas, além de 800 km de linhas de transmissão, tive a sua confirmação de continuidade dos investimentos pela empresa, assegurando o escoamento do alto volume de energia renovável de tantos projetos de usinas fotovoltaicas, previstos e já energizados, além de outras fontes potenciais da região”, disse o deputado Gil Pereira.