Fique por Dentro

ENERGIA SOLAR: Mesmo com pandemia, investimentos em Minas crescem quase 20%

30 de maio de 2020

ENERGIA SOLAR: Mesmo com pandemia, investimentos em Minas crescem quase 20%

Boa notícia em tempos tão difíceis! O setor de energia solar distribuída recebeu a maior parte dos investimentos privados atraídos por Minas até maio de 2020, do total de R$ 5,6 bilhões, ante R$ 4,8 bilhões no mesmo período do ano passado (cerca de 16,6% de crescimento). O governador Romeu Zema ressalta que o Estado, especialmente a região Norte, tornou-se um mercado promissor para a geração distribuída (GD), alternativa para as empresas que buscam redução de custos na crise.


Colhemos, agora, os resultados da minha luta em favor da energia solar, iniciada em 2010. Toda a legislação mineira de incentivo ao setor, implantada desde 2013, foi elaborada e aprovada através da minha atuação na Assembleia”, destacou o deputado Gil Pereira, que preside a Comissão das Energias Renováveis e dos Recursos Hídricos.

Empregos

Com os investimentos anunciados pelos empresários em 2020, a expectativa é gerar 4.793 novos empregos, com o Norte de Minas liderando o ranking: 2.044 empregos e mais de R$ 4,2 bilhões de aportes. Receberão projetos o municípios de Bocaiúva, Capitão Enéas, Jaíba, Janaúba, Jequitaí, Pirapora, São João da Ponte e Várzea da Palma, além de outros 30 nas demais regiões, correspondentes a 56 projetos, firmados por meio de protocolos de intenções.

Está no montante de investimentos no Norte de Minas a empresa Aurora - Energias Renováveis, que anunciou mais duas implementações na região, no valor de R$ 1,9 bilhão. Os projetos são para a cidade de Jaíba e possuem capacidade total instalada de aproximadamente 700MW. O início da operação está previsto para o primeiro semestre de 2023, com a geração de 120 empregos diretos.

Os projetos da empresa Aurora a serem instalados em Jaíba, assim como os demais anunciados, vêm trazer significativo alento para o Estado, neste momento em que predomina o desinvestimento e a retração econômica, em decorrência da pandemia de Covid-19.

Cemig

Destaca-se, ainda, no trabalho parlamentar do deputado Gil Pereira, a cobrança constante, junto à EPE, Aneel e ao Ministério de Minas e Energia, para realização de leilões federais de energia solar (grandes projetos) e de linhas de transmissão e subestações, que atraíram e viabilizaram a implantação de usinas de diferentes portes (geração centralizada e geração distribuída). “O objetivo é atender à demanda crescente por escoamento de energia na região, que sedia a maior parte das 80 plantas energizadas no Estado, fora as outras centenas já previstas”, explicou Gil Pereira.


Quanto às 80 novas subestações programadas pela Cemig, 20 delas no Norte de Minas, além de 800 km de linhas de transmissão, tive a sua confirmação de continuidade dos investimentos pela empresa, assegurando o escoamento do alto volume de energia renovável de tantos projetos de usinas fotovoltaicas, previstos e já energizados, além de outras fontes potenciais da região”, disse o deputado Gil Pereira, após informações que obteve junto ao presidente da Cemig, Reynaldo Passazeni, durante sessão do Plenário da ALMG, no último dia 06/05/2020.