Fique por Dentro

Codevasf: Jequitaí em ritmo de prioridade

1 de novembro de 2017

Codevasf: Jequitaí em ritmo de prioridade

Deputado Gil Pereira ressalta diversos aspectos importantes da obra para o Norte de Minas: social, econômico e ambiental

O deputado Gil Pereira participou de vistoria nesta terça-feira (31/10/17) às obras do Projeto Jequitaí, no Norte de Minas, ao lado de assessores federais e do presidente da Codevasf, Avelino Neiva, que trabalha com determinação para realizar até dezembro deste ano a licitação necessária à retomada do empreendimento de irrigação e abastecimento de água, inclusive de Montes Claros, diante da seca que já dura 6 anos.

A solução orçamentária está equacionada: R$ 46 milhões na conta do convênio (questões fundiárias e socioambientais); R$ 77 milhões para reinício no 1º trimestre de 2018; e R$ 143 milhões para conclusão em 2019”, explicou o deputado Gil Pereira.

Também participaram da vistoria o diretor da Área de Empreendimentos de Irrigação, Napoleão Casado; os assessores da Presidência da Codevasf Guilherme Almeida, Athadeu Ferreira e Allan Vinícius Barbosa; o chefe de Gabinete da Superintendência Regional, Fernando Britto; além do prefeito de Jequitaí, Joaquim Isidoro de Oliveira.

O empreendimento de uso múltiplo da água está sendo executado pela Companhia e faz parte do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. Reivindicação histórica do Norte de Minas, o projeto é estratégico no conjunto do trabalho parlamentar do deputado Gil Pereira: o convênio para construção da Barragem de Jequitaí foi celebrado com a Codevasf durante sua gestão à frente da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas (Sedinor), no Governo de Antonio Anastasia.

Obra hídrica

A obra hídrica é a maior prioridade para a região. Ela vai garantir o abastecimento de diversos municípios, inclusive Montes Claros. Com este importante empreendimento, a Companhia vai levar mais desenvolvimento para o Norte de Minas. Estamos dando prioridade ao andamento do projeto considerado estratégico”, afirmou o presidente da Codevasf, Avelino Neiva.

Entre as finalidades do projeto, que prevê a construção de duas barragens, destacam-se o abastecimento humano, a agricultura irrigada, a regularização de vazões e o controle de cheias, além da geração de energia elétrica.

Quando estiver inteiramente implantado, o projeto prevê a irrigação de até 35 mil hectares, com produção anual estimada em mais de 520 mil toneladas de alimentos (principalmente fruticultura), que vai gerar mais de 90 mil empregos diretos e indiretos.

Para a retomada da construção da Barragem de Jequitaí I, várias ações já estão em andamento. A Codevasf realiza processo licitatório para contratação de empresa de engenharia para adequação dos projetos de três pontes no trecho da rodovia MG-208, que ligam Francisco Dumont a Jequitaí e estão inseridas na área de inundação do futuro barramento. Além disso, está finalizando o projeto executivo da obra, que contempla, entre outros itens, o detalhamento da proteção das áreas degradas.

A visita ao Projeto Jequitaí foi muito importante para que o presidente Avelino Neiva defina as ações prioritárias para o andamento dos trabalhos. A proposta de realizar ainda neste ano a licitação necessária vem ao encontro dos anseios de toda a comunidade norte-mineira”, afirmou o superintendente Regional da Companhia em Minas, Rodrigo Rodrigues.