Fique por Dentro

CAVERNAS DO PERUAÇU: Deputado Gil Pereira luta pelo selo Unesco de Patrimônio da Humanidade

8 de junho de 2017

“Apesar do caminho à frente em torno de dois anos, o Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, no Norte de Minas, apresenta total viabilidade de receber não apenas a chancela da Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, mas também de Sítio do Patrimônio Natural, a exemplo do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, conforme apoio já obtido junto a dirigentes da organização. Este é o nosso objetivo, divulgar ainda mais o importante acervo arqueológico, rupestre e espeleológico no mundo, atraindo também investimentos indispensáveis à sua conservação”.

A declaração foi feita pelo deputado GIL PEREIRA, logo após participar nesta quinta-feira (08/06/17), ao lado do prefeito de Januária, Dr. Marcelo Felix, de audiência pública da Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização da ALMG, destinada a debater a possibilidade de reconhecimento, pela Unesco, do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu como Patrimônio Cultural da Humanidade.

Também participaram o vice-prefeito de Januária, Anizim do São Joaquim; o prefeito de Bonito de Minas e presidente da Amams, Zé Reis; o coordenador estadual do Dnocs/MG, Guilherme Ramos; o chefe de Gabinete do deputado Gil Pereira, Mauro David; Cleuber Carneiro; vereadores de Januária, Itacarambi e São João das Missões; representantes dos ministérios do Turismo, do Meio Ambiente e do Ibama.

 Parque

Sob responsabilidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Ministério do Meio Ambiente, o Parque Nacional Cavernas do Peruaçu apresenta belas paisagens emolduradas pela arte rupestre pré-histórica, em sítios arqueológicos milenares de importância internacional e suas cavernas de grandeza colossal.

A Unidade de Conservação foi criada em 1999, e possui área de 56.400 hectares, compreendendo os municípios de Januária, Itacarambi e São João das Missões, no Norte de Minas.

O Parque foi estruturado recentemente e possui trilhas, mirantes e passarelas de proteção a sítios arqueológicos. Possui também um grupo de condutores ambientais treinados e credenciados pelo ICMBio para garantir experiência segura e única.

Saiba mais…