Fique por Dentro

Aneel aprova leilão A-4 para novas usinas de geração por fontes renováveis

1 de março de 2018

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (27/02/18) o edital para o leilão de energia A-4, que contratará novas usinas de geração para início das operações em 2022 e será realizado em 04 de abril. O leilão será aberto para participação de empreendimentos eólicos e solares, além de usinas hidrelétricas e termelétricas à biomassa.

“A exemplo da geração distribuída, a modalidade da geração centralizada (usinas de maior porte) experimenta ritmo acelerado de crescimento no país, tornando cada vez mais competitivos os preços no mercado de energia solar fotovoltaica. Atração de investimentos privados, geração de empregos locais e de qualidade e produção de energia renovável, limpa e de baixo impacto ambiental, contribuindo para reverter as mudanças climáticas”, destaca o deputado Gil Pereira.

Megawatt-hora

Os preços-teto para a contratação da produção futura dos projetos serão de R$ 255,00 por megawatt-hora para os parques eólicos e R$ 312,00 por megawatt-hora para as usinas solares, com redução frente aos patamares de R$ 276,00 para as eólicas e R$ 329,00 das solares, aplicados no último leilão, em dezembro passado.

As hidrelétricas terão preço-teto de R$ 291,00 por megawatt-hora, com leve alta frente aos R$ 281,00 do certame passado, enquanto as usinas à biomassa terão preço de até R$ 329,00 por megawatt-hora, estável frente ao leilão anterior.

Para este leilão, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) cadastrou 1.672 projetos de 20 estados, totalizando 48.713 MW de potência instalada. Desse montante, 931 projetos referem-se a empreendimentos eólicos, 620 solares fotovoltaicos, 67 PCHs, 23 CGHs, três UHEs e 28 termelétricas a biomassa.

O leilão oferecerá contratos de 30 anos para os empreendimentos hidrelétricos e de 20 anos para as usinas solares, eólicas e usinas à biomassa.

Saiba mais…



Fonte: Reuters | Ambiente Energia