Fique por Dentro

Festa junina exige cuidados com a rede elétrica

23 de junho de 2016

Segundo as normas de segurança da Cemig, não é permitido utilizar postes e padrões de energia para amarrar bandeirinhas, faixas ou fixar outros enfeites. Da mesma forma, tais adereços devem ser mantidos distantes da rede elétrica.

A montagem de estruturas como barraquinhascamarotespalcos e palanques e a utilização de veículos de som ou trios elétricos também devem seguir as orientações de segurança da Cemig, de modo que mantenham distância mínima de segurança (1,5 m) em relação à rede elétrica.

Além disso, enfeites, como faixas e bandeirolas, devem ser feitos com materiais isolantes e biodegradáveis e não podem ser fixados próximos à rede elétrica. Os trios elétricos merecem atenção especial em relação à sua estrutura, já que é possível ocorrer acidentes com os fios da rede elétrica e também com os enfeites.

As fogueiras não devem ser feitas sob a fiação elétrica, enquanto que os fogos de artifícios devem ser manuseados por adultos e utilizados longe da rede elétrica e de adereços, que ofereçam risco de incêndio. “Os fogos de artifício podem causar queimaduras graves e, se atingirem a rede elétrica, podem gerar curto-circuito”, destaca Demetrio Venicio Aguiar, engenheiro eletricista da Cemig.

Por outro lado, vale lembrar que soltar balões é crime, pela lei 9.605/98, e não se deve, nunca, fazê-lo próximo à rede elétrica. O engenheiro destaca: “Algumas pessoas ainda se aventuram e brincam perto das instalações e fios. Então é importante ressaltar o perigo de se soltar balões. Historicamente, acidentes dessa natureza sempre causaram danos enormes às pessoas envolvidas.”

Em caso de acidente envolvendo a rede elétrica, a Cemig deve ser acionada através do Fale com a Cemig, no telefone 116. A central de atendimento funciona durante 24 horas por dia e a ligação é gratuita.

Instalações elétricas temporárias

Em festas populares desse tipo é comum a necessidade de instalações elétricas temporárias, que requerem análise técnica da concessionária de energia elétrica. Dependendo das dimensões do local, também é preciso apresentar projeto que considere a distribuição das cargas elétricas e a proteção seletiva (em caso de falhas, somente o trecho defeituoso é desligado automaticamente).

Demetrio Aguiar ressalta que não é permitido fazer ligações clandestinas, pois o risco de acidentes é muito grande. O mesmo vale para quem vai-se reunir em ruas, bares e praças para participar de festividades juninas e julinas.

Por esse motivo, os organizadores dos eventos devem ficar atentos ao prazo de atendimento para ligações provisórias, já que somente profissionais qualificados e autorizados pela Cemig podem realizar o serviço. Segundo o engenheiro, o ideal é que as solicitações sejam feitas com, no mínimo, dez dias de antecedência.

O engenheiro ressalta o cuidado que se deve ter com as emendas e a importância de utilizar materiais de qualidade. “Deve-se usar sempre elemento isolante e com boa capacidade de proteção contra descarga elétrica, para evitar incêndios e outros acidentes”, destaca Aguiar.

Recomendações

Iluminação, enfeites e alegorias

* Antes de fazer qualquer ligação elétrica ou de instalar enfeites e alegorias, o consumidor deve consultar a Cemig.

* Não instalar nenhum enfeite próximo à rede elétrica.

* Não fazer ligações clandestinas (gatos).

Palanques para apresentação de shows

* A montagem e a desmontagem devem considerar a existência das redes elétricas aéreas e, em caso de escavação, subterrâneas e de gasodutos.

* A fixação das coberturas deve ser bem-feita para evitar o desprendimento e a possível projeção contra a rede elétrica.

Aparelhos de som, refrigeração e churrasqueiras elétricas

* Não ligar aparelhos elétricos próximo a duchas ou piscinas.

* Evitar improvisos (gambiarras), pois aumentam o risco de acidentes com a rede elétrica.

Fios partidos (acidentalmente)

* Ao encontrar um fio elétrico partido, caído ao solo, não se aproximar e não deixar ninguém se aproximar do cabo, que poderá estar energizado. Ligar imediatamente para o Fale com a Cemig, no telefone 116, e aguardar a chegada dos técnicos da empresa.

Fonte: Cemig