Fique por Dentro

ENERGIA RENOVÁVEL: Geração distribuída no centro do debate em Fortaleza

26 de outubro de 2017

Deputado Gil Pereira ressalta liderança de Minas quanto ao número de conexões fotovoltaicas

Nesta quarta-feira (25/10/17), ao lado dos maiores especialistas e autoridades do setor, o deputado Gil Pereira participou do Congresso Brasileiro de Geração Distribuída (CBGD), em Fortaleza (CE), abordando em sua palestra de abertura “Ações Federais, Estaduais e Municipais em prol de GD”. O assessor especial do ministro de Minas e Energia (MME), Guilherme Wehb Syrkis, expôs o tema “Aprimoramento do marco legal do setor elétrico”.

Com 3.513 conexões solares fotovoltaicas à rede da Cemig, Minas é campeã, protagonista e referência nacional porque saiu na frente com incentivos necessários ao setor e isenção de impostos para os consumidores (pessoas físicas e empresas) que geram sua própria energia elétrica, com excedente compensado pela concessionária. Economia garantida ao pagar a conta de luz no fim do mês. Resultado do nosso trabalho parlamentar, que desde 2013 criou ambiente institucional e legislação de estímulo às energias renováveis”, detalhou do deputado Gil Pereira.

Também presentes no evento, entre outros representantes, o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Jorge Alberto Vieira Studart Gomes; e o presidente da Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD), Carlos Evangelista.

Sudene

Durante apresentação, o deputado Gil Pereira citou sua trajetória e atuação parlamentar na ALMG, desde 1995, focada na Área Mineira da Sudene, que abrange 168 municípios das regiões Norte e Nordeste de Minas. São 210.922 km², área maior que a soma dos territórios dos estados de Sergipe, Alagoas, Pernambuco e Paraíba, correspondente a 204.311 km².

Buscamos o desenvolvimento econômico com sustentabilidade social e ambiental, o que exige, portanto, ênfase no estímulo ao uso de energias renováveis, especialmente a de fonte solar fotovoltaica, diante da profunda crise hídrica e energética que enfrentamos nos últimos anos. Coerentemente com essa linha de pensamento e ação, trabalhamos em prol das tecnologias de convivência com a seca no Norte de Minas, a defesa do Rio São Francisco (revitalização para a transposição) e a implantação das barragens de Jequitaí e Congonhas, reivindicações regionais históricas, na Bacia Hidrográfica do Velho Chico”, explicou o deputado Gil Pereira, apontando o elevado potencial para a energia solar na região, atestado pelo Atlas Solarimétrico da Cemig.

Geração centralizada

O deputado Gil Pereira informou também sobre o relevante posicionamento de Minas Gerais quanto à chamada geração centralizada (GC), a partir de grandes usinas solares fotovoltaicas. “Também devido ao ambiente institucional e à legislação que instituímos em Minas Gerais, entre outros fatores, Pirapora ganhou a maior usina solar da América Latina e a terceira maior do mundo (411 MWp em 2018), com 1,2 milhões de painéis instalados, totalmente produzidos no Brasil (Sorocaba/SP). São R$ 2 bilhões de investimentos, incluindo o primeiro financiamento do setor realizado pelo BNDES”, afirmou o deputado Gil Pereira.